124672 pessoas já abraçaram esta causa clique aqui e entre nessa história.

ViraVida

Notícias e Releases

SESI e defensores públicos somam esforços para a defesa de jovens

14 JAN

O programa ViraVida será apresentado no próximo dia 29, em São Paulo (SP), durante as atividades do VII Seminário da Escola Nacional dos Defensores Públicos (Enadep). A ideia é difundir a iniciativa para os presidentes das Associações Estaduais, com o objetivo de mostrar o ViraVida como uma ferramenta complementar ao atendimento dos defensores públicos que atuam na área da infância e da juventude.

Em novembro, o presidente do Conselho Nacional do SESI, Jair Meneguelli, e a presidente da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep), Patrícia Kettermann, assinaram um Termo de Cooperação, em Brasília (DF), para formalizar a parceria entre as duas instituições.

Além de apoio em ações civis, penais e em medidas protetivas, o acordo prevê a inclusão dos beneficiários do programa nos projetos sociais promovidos pelas Defensorias Públicas das unidades federativas onde o ViraVida já foi implementado. O Distrito Federal foi a primeira Unidade da Federação a contar com a parceria.

O evento contará com a participação do presidente do SESI-CN e do diretor institucional da Enadep, Evenin Ávila. A metodologia do programa ViraVida será apresentada no seminário pelo assessor de projetos sociais do Conselho Nacional do SESI, Fernando Luz Carvalho. Na ocasião, os dirigentes terão a oportunidade de tirar suas dúvidas e já prosseguir com o projeto de ação conjunta em seus estados, por meio de contato com o coordenador da sua região.

“A Defensoria Pública, ao aproximar-se desta iniciativa, dará uma contribuição ímpar. Nós temos alguns dos melhores operadores do sistema de justiça: os defensores. Nós, como ninguém, atuamos no trabalho do resgate da dignidade humana”, explica Evenin Ávila.

O presidente do Conselho Nacional do SESI enfatiza que “a aproximação entre o SESI e os Defensores Públicos é de suma importância para proporcionar um efetivo acesso a um conjunto de direitos fundamentais dos quais os adolescentes e jovens atendidos no ViraVida estiveram historicamente afastados”.

Meneguelli lembra ainda que o ViraVida é reconhecido como uma iniciativa de sucesso no atendimento a jovens vítimas de violência sexual graças ao apoio de instituições parceiras no desenvolvimento do programa. “Sem o governo, ONGs, empresas e organizações da sociedade civil, não teríamos atendido mais de cinco mil jovens. E para continuar esse trabalho, precisamos de mais parceiros, como os defensores públicos”, afirma Meneguelli.

14/01/2015 às 13:02:05